O portal e a cicatriz



Esta manhã os galhos da casa pareciam silenciosos. Não desceram à janela do quarto estalando na vidraça, como a anunciar a necessidade de sair da cama. O corpo pesa mais do que de costume e sou impelida a continuar enrolada nos travesseiros, soberanamente cansada. Há quem diga que acordar tarde é sinal de preguiça, mas há outros sinais que se escondem ao longo da noite, nos olhos acesos ou mesmo na luta que o corpo trava com a alma. A relação com a cama jamais foi tranquila. Em outra história, ouço as badaladas para a prece, a urgência de sacudir a carne para a elevação do espírito. No agora, durmo, profundamente ao raiar do dia, afastando a mínima aproximação do dever. Porém, há ainda uma outra história, em que me chamam para dançar e eu aceito, célere em aprumar o corpo para o círculo se formar. Somos três, somos mais, e navegamos pelas lâminas que se fundem.

Hoje, levantou-se o dia e abracei com desvelo o travesseiro. Era tarde, mas o esquecimento das dores somente me alcançou quando as ruas receberam os passos dos primeiros nomes, olhos abertos para a vida professar. Sem estalidos na janela, deixei mais uma vez o trabalho no sótão preso ao devir. Mas como em outra história sinto continuamente o chamado para a dança, é preciso acordar e mover os tecidos, o tear, as panelas. E quando nada disso bastar para o esquecimento das dores, acendo a lareira para iluminar o passado.

Abro a janela sem galhos e encontro a horta nublada. A chuva sempre é prenúncio de mudança. Sim, é chegada a hora de acordar, vestir-me com a túnica mais leve e colorida, e abrir as portas da casa. As dores da noite são as mesmas dos mortos e eles virão me visitar.



Desloquei os móveis de suas molduras e desconfigurei o imposto. Já não era o simples caçador, mas o criador. Com os dedos de Dédalo, transformei a mesa em tabuleta, a porta em cicatriz, o sofá em respaldo e a cama em portal. Porque as coisas têm nomes como as pessoas. (...) Para os sonhos, precisava de meus olhos. Para as feridas, do encontro.

(Carolina Bernardes, Retalhos e Epopeias)

Posts Em Destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square